terça-feira, 29 de janeiro de 2008

A Crítica: ESTANDARTE DO POVO PROMETE AGITAR


Estandarte do Povo de A Crítica promete mais ainda em 2008


Tradicinal premiação da RCC terá inovações. Este ano, sete quesitos serão julgados. O "Estandarte do Povo" de 2008 promete movimentar os barracões e acirrar as disputas entre as oito escolas de samba do Grupo Especial de Manaus. A tradicional premiação promovida pela Rede Calderaro de Comunicação (RCC), foi retomada em 2007 e neste ano chega mais com algumas reformulações e cada vez mais forte.


O "Estandarte do Povo" nasceu na década de 70, por iniciativa do fundador da RCC, Umberto Calderaro Filho, um grande amante das folias momescas, e logo se transformou na principal premiação do Carnaval amazonense. Jurados de renome nacional e regional têm sido convocados pela RCC para fazer o julgamento das melhores escolas de samba da cidade.Durante os anos em que a RCC transmitiu o desfile das escolas de samba do grupo especial de Manaus, a empresa suspendeu a premiação por entender que havia ali um conflito ético. "Nós estávamos prestando um serviço às escolas de samba transmitindo o desfile e não poderíamos julgá-las.


Em muitos momentos, a RCC foi homenageada pelas agremiaçõese isso seria anti-ético da nossa parte. Agora, temos total isenção para fazê-lo", diz o diretor de Tecnologia e Planejamento da RCC, Dissica Tomaz Calderaro.FORÇAEm 2008, o "Estandarte do Povo" vem mais forte.


O número de quesitos julgados sobe de dois para sete. Serão avaliados: Bateria, Enredo, Samba-Enredo, Harmonia, Comissão de Frente, Mestre-Sala e Porta-Banderia e Fantasia. A grande campeã do "Estandarte do Povo" será a escola que obtiver a maior pontuação entre os sete quesitos.IDONEIDADEDissica Tomaz Calderaro destaca que a avaliação feita pelos jurados do "Estandarte do Povo" é a mais isenta possível. "Convocamos jurados que não têm interesses relacionados às escolas. É um julgamento idôneo. Não posso dizer o mesmo sobre o dito oficial", afirma Dissica.


DESTAQUE


O Design do "Estandarte do Povo" de 2008 está sendo desenvolvido pelo renomeado artista plástico Bosco Fonseca. Além do estandarte de campeã, as escolas vencedoras em cada quesito também receberão galhardetes alusivos ao item vencedor.



Fonte: Jornal ACrítica

Edição: Domingo, 06 de Janeiro de 2008, página:C4, Cidades.



Publicado por: Adeilson Passos


domingo, 27 de janeiro de 2008

CARNAVAL 2008: Quesitos de Julgamento















Fotos: Uma homenagem a Alberlane Saraiva, ex-carnavalesca da G.R.E.S Reino Unido da Liberdade, na confecção de uma das inúmeras obras de Arte que fez pela escola do Morro! Alberlane Saraiva é símbolo de sucesso na escola do Morro, sendo uma das principais responsáveis pelos títulos da escola nos anos que vão de 1989 à 1999. Obs.: Todas as fantasias das fotos foram confeccionadas por ela. Essa é a prova de dedicação e amor a escola ao saber que essas obras de arte feitas com carinho irão passar por julgamento no Carnaval.
Serão 09 os quesitos de julgamento do Carnaval de Manaus 2008!

No total serão 36 jurados distribuídos entre 04 blocos de 09 quesitos cada, ficando sob responsabilidade de um jurado o julgamento de 01 item do Carnaval. Todas as 04 notas serão computadas na apuração.


As notas atribuídas vão de 7 a 10 pontos, podendo o julgador dar notas quebradas, tais como: 8,2; 7,65; 9,87; etc.

As notas consideradas 'baixas' deverão ser justificadas pelo jurados, para efeito de entendimento por parte das diretorias das escolas.

Vejam os quesitos julgados no Carnaval de Manaus e suas respectivas exigências:


Bateria: Sustenta a cadência indispensável aos movimentos dos conjuntos no desfile. Canto e dança se apóiam no ritmo da bateria. O julgador deverá observar a regularidade e sustentação da cadência; a marcação firme e precisa; o equilíbrio dos naipes do conjunto na composição instrumental; a perfeita conjugação dos sons emitidos pelos vários instrumentos. O ritmo variado e a diversificação dos breques e paradas e sua volta a cadencia, corretamente, evidenciará a versatilidade da bateria;

Samba – Enredo: Gira em torno do tema central do enredo que a escola apresenta. Possui estilo característico e versos apropriados à melodia e não deve ser julgado como peça literária. É o único quesito em que o julgador subdivide as notas, conferindo pontuações para letra e melodia. É fundamental que o componente cante o samba durante o período do desfile;
Harmonia: Exprime a unidade vital do desfile, do ponto de vista musical. Julga-se o comportamento da escola, o perfeito entrosamento, coordenação e sincronismo, entre canto e ritmo, como base musical para os movimentos coreográficos da escola. A continuidade e a inalterabilidade entre o canto e o ritmo (que repercute na dança) representam o ponto forte da harmonia. O fenômeno chamado de "atravessamento do samba" que acontece quando uma parcela dos componentes canta uma parte da letra, enquanto outra parcela, concomitantemente, canta outra parte da mesma letra, entoando outros versos caracteriza falta de harmonia;
Evolução: É o andamento da dança de acordo com o ritmo do samba que está sendo executado (com ritmo do samba-enredo e a cadência da bateria). Devem ser consideradas a fluência da apresentação, espontaneidade, criatividade, empolgação, vibração, agilidade e a vigor dos desfilantes. A abertura de claros (buracos) é penalizada com perdas de pontos;
Enredo: É o tema central do desfile, uma criação artística, em forma de construção narrativa e/ou descritiva de um tema ou conceito. Devem ser considerados pelos julgadores, dentre outros aspectos, o seu argumento e o roteiro, ou seja, o desenvolvimento seqüencial das diversas alas, alegorias, grupos etc, que irão possibilitar o entendimento do tema ou conceito proposto;

Alegorias e Adereços: Concepção plástica do enredo, quanto à originalidade, propriedade, movimento, cores e efeito. Estão em julgamento as alegorias, qualquer elemento cenográfico que esteja sobre rodas, e os adereços, quaisquer elementos cenográficos que não esteja sobre rodas. São observados principalmente a adequação das alegorias e dos adereços ao enredo, os quais com suas formas, devem cumprir a função de transmitir o conteúdo desse enredo. As fantasias dos destaques e figuras de composição são julgadas nesse quesito;
Fantasias: Criatividade, bom gosto, originalidade, colorido, efeito individual e conjunto de alas da escola, variedade e adequação aos personagens representados, são os pontos importantes que devem ser considerados. São julgadas nesse quesito as fantasias das alas, inclusive bateria e baianas;

Comissão de Frente: Tem a função primeira de saudar o público e apresentar a escola, a perfeita coordenação, e precisa sintonia de movimentos da exibição, além da indumentária são observadas no julgamento;

Mestre Sala e Porta Bandeira: Na exibição dos dois reside tradicionalmente à forma com que a escola homenageia o povo e amigos, apresentando-lhes suas bandeiras. No julgamento serão observados: postura, elegância, graça, leveza e majestade da Porta Bandeira; flexibilidade, variedade de passos, cortesia e proteção a Porta Bandeira por parte do Mestre – Sala, e coordenação dos movimentos do par;


Publicado por: Adeilson Passos.

sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

Ensaios Técnicos: Presidente Vargas e Sem Compromisso















Fotos: Casais de Mestre - Sala e Porta - Bandeiras das escolas de Samba Presidente Vargas (Azul e Amarelo) e Sem Compromisso (Amarelo e Preto) respectivamente, no Carnaval 2007.

Hoje vai ser uma verdadeira aquarela na avenida do Samba, com as cores: azul, preto, amarelo. O que as duas escolas têm em comum é a cor amarelo em si, porém ambas tem muito Samba e com certeza vão agitar hoje, dia 25.01.2008 no Ensaio Técnico.

Por isso, você NÃO pode perder os Ensaios Técnicos das escolas G.R.E.S Presidente Vargas e G.R.E.S Sem Compromisso que nesta data a partir das 20:00 horas no Sambódromo!


Publicado por: Adeilson Passos.

quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

Ensaio Técnico: A Grande Família e Vitória Régia








Fotos: Destaque do Abre-Alas da Grande Família e 1º Casal de Mestre - Sala e Porta - Bandeira da Vitória Régia, ambas fotos do Carnaval 2007.
Hoje a festa no Sambódromo é em quatro cores: vermelho, verde, roza e o branco simbolizando a paz.

Você que ama, admira as escolas A Grande Família e Vitória Regia, não pode perder os ensaios técnicos que será realizado hoje no Centro de Convenções de Manaus - Sambódromo a partir das 20:00 horas. Vá e leve sua família para prestigiar.



Publicado por: Adeilson Passos.

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

Ensaio Técnico: Unidos do Alvorada e Reino Unido

















Fotos: Mestre - Sala e Porta - Bandeira da Unidos do Alvorada. Comissão de frente da Reino Unido da Liberdade, ambas fotos do Carnaval 2007.

Hoje os Ensaios técnicos serão nas cores Azul e Verde das escolas Unidos do Alvorada e Reino Unido da Liberdade! Você que ama, admira, gosta de Carnaval, NÃO pode perder os ensaios técnicos!

A partir das 20:00 horas no centro de convenções de Manaus - Sambódromo. Vá e leve sua família para assistir como as escolas farão no dia do desfile.

Publicado por: Adeilson Passos.

terça-feira, 22 de janeiro de 2008

Ensaios Técnicos: Balaku Blaku e Aparecida Abrem os Ensaios




Fotos: Abre - alas da G.R.E.S Mocidade Indepentende de Aparecida "Santa Ceia" e Abre - alas da G.R.E.S Balaku Blaku "Universo Calypso", do Carnaval 2007. Ambas irão abrir os ensaios técnicos hoje, dia 22.01.2008, no centro de convenções - Sambódromo.

Começam hoje, dia 22.01.2008, os Ensaios Técnicos no Centro de Convenções de Manaus. Não perca o privilégio de assistir como as escolas do Grupo Especial de Manaus vão fazer no dia do desfile.

Fique por dentro das curiosidades e destaques de sua escolas, bem como das co-irmãs que terão, por organização da AGEESMA (associação das escolas de samba do grupo especial de Manaus), a realização dos ensaios de duas escolas por dia, como segue:

- DIA 22/01/2008 BALAKU BLAKU E APARECIDA


- DIA 23/01/2008 ALVORADA E REINO UNIDO


- DIA 24/01/2008 A GRANDE FAMÍLIA E VITÓRIA RÉGIA


- DIA 25/01/2008 PRESIDENTE VARGAS E SEM COMPROMISSO

Os ensaios começam a partir das 20:00 horas!

NÃO PERCAM!!!!

Publicado por: Adeilson Passos.

domingo, 20 de janeiro de 2008

GRUPO ESPECIAL: Enredos 2008 - VISÃO GERAL


Fotos: uma homenagem ao primeiro casal da G.R.E.S Reino Unido da Liberdade (Anik Sena e Emerson Nascimento) no Carnaval 2007, o casal representou a Arte e a música, o único casal de Mestre - Sala e Porta - Bandeira com três notas 10 em 2007, rendendo a escola o vice-campeonato.

Com o objetivo de informar brevemente os Enredos das escolas do Grupo Especial de Manaus, segue abaixo, por ordem de desfile, os enredos:

G.R.E.S. BALAKU BLAKU
ENREDO: A Escola de Samba do centro antigo de Manaus (Rua Isabel com Lima Bacury) trará para o Sambódromo, no sábado, uma justa homenagem ao bailarino amazonense Marcelo Gomes, que é filho da jornalista Mazé Mourão. Marcelo já foi homenageado pela Sem Compromisso em 2004. A novidade da Escola é o carnavalesco Saulo Borges, ex-Aparecida.


G.R.E.S. SEM COMPROMISSO
ENREDO: Mais do que nunca a Escola dos tucanos terá que se desdobrar no Sambódromo na noite de sábado, 02 de fevereiro e traz os 100 anos da Imigração japonesa. O samba, mais uma vez está envolvente e Arlindo Júnior é o intérprete oficial.


G.R.E.S. UNIDOS DO ALVORADA
ENREDO: A Unidos do Alvorada, que já se firmou no samba de Manaus, vem falando em 2008, do tão comentado Aquecimento Global. A bateria de mestre Buba está ensaiando todos os dias no Alvorada. A Escola azul e branca promete traze mais de 3.500 componentes no dia 2 de fevereiro ao Sambódromo. O Presidente da Escola é Paulo Roberto.


G.R.E.S REINO UNIDO DA LIBERDADE
ENREDO: A Reino mais uma vez busca o título com grande força. Em 2006 e 2007 foi vice. Em 2008 lembra da libertação dos escravos do Amazonas e da maçonaria. O quilombo do Tambor de Novo Airão também será mostrado. Os ensaios gerais iniciaram no domingo dia 02 de dezembro e vai até a semana de carnaval pelas ruas do Morro da Liberdade.


G.R.E.S. A GRANDE FAMÍLIA
ENREDO: "A escola vermelho e branca da Zona Leste homenageia a cidade de Borba. Isso mesmo. Luiz Gilberto e cia. não medem esforço em busca do tetra! 4.200 brincantes, no mínimo, o Galo porá na avenida mais 5 carros alegóricos bem acabados. A carnavalesca é a competente Islene Botelho, há sete anos consecutivos na campeã. De lá para cá, 4 títulos e dois vices campeonatos."


G.R.E.S. VITÓRIA RÉGIA
ENREDO: A Verde e rosa homenageia o Mercadão Adolfo Lisboa em 2008. O carnavalesco Augusto Maciel promete fazer diferente para ganhar o título. Darlan Braga, presidente da escola não mede esforços para ganhar o título. Na morada do samba Luizinho Sá, emocionado, convocou o povão verde e rosa para desfilar com muita garra e emoção.


G.R.E.S. MOCIDADE INDEPENDENTE DE APARECIDA
ENREDO: A Mocidade Independente traz o cinema para o Sambódromo. Luz câmera, ação em 2008. Mais de 4.000 brincates são esperados no Sambódromo. A última ala será formada por 200 componentes e trará uma alusão ao festival de Filmes do Amazonas.


G.R.E.S. PRESIDENTE VARGAS
ENREDO: A escola da Matinha, do presidente João Almeida, traz a cidade de Iranduba em 2008, como enredo. Será mostrado detalhes em adereços imitando o barro, já que o município é grande produtor de tijolos.


Fonte: Salles Gatto.
Publicado por: Adeilson Passos.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

Carnaval 2008 - Curiosidades: Ordem do Desfile

CARNAVAL DE MANAUS 2008

Fig: comissão de frente e abre alas da escola A Grande Família, campeã do Carnaval 2007.

Vejamos abaixo a Ordem do Desfile das escolas do Grupo Especial de Manaus no dia 02.02.2008 (sábado), informado pela Ageesma (associação das escolas de samba do grupo especial de Manaus):


ORDEM DO DESFILE

- 19:30 as 20:40 BALAKU BLAKU
- 20:50 as 22:00 SEM COMPROMISSO
- 22:10 as 23:20 UNIDOS DO ALVORADA
- 23:30 as 00:40 REINO UNIDO DA LIBERDADE
- 00:50 as 02:00 A GRANDE FAMÍLIA
- 02:10 as 03:20 VITÓRIA RÉGIA
- 03:30 as 04:40 APARECIDA
- 04:50 as 06:00 PRESIDENTE VARGAS

CURIOSIDADES

Haverá intervalo de 10 minutos de uma para outra escola de samba.

O mínimo de carros alegóricos que uma escola terá que levar para o desfile é três (3).

A Bateria deverá contar com pelo menos200 ritimistas.

50 é o número mínimo de baianas assim comoqualquer ala.

Os carros não deverão exceder aos 10 metros de altura, já contando com os destaques ou "queijos".

A largura também é no máximo de 10 metros.



Publicado por: Adeilson Passos.
Fonte: Ageesma.

quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

Samba-Enredo: G.R.E.S Presidente Vargas




G.R.E.S PRESIDENTE VARGAS

Presidente: João Almeida
Carnavalesco: Marino Caldas
Endereço: Rua Boa Sorte, 182 - Presidente Vargas
Ensaio: Sexta e Domingo às 20h. Rua Santa Quitéria

Samba - Enredo
Autores: Miguel Faria

Acorda amor
E vem pintar essa aquarela
Que vai mostrar na passarela
Uma história divinal


Amanheceu, e pela ponte da imaginação
Com o futuro na palma da mão
Eu vou cruzar o rio-mar
Favo de mel, cinturão verde, pedaço do céu
A flora e a fauna em harmonia
A fonte do meu carnaval


Com a mão na massa, o criador
A obra-prima , criatura
Oleiro e barro , fantasia e arte
Sabem que o sonho só é bom enquanto dura


Pra provar que ele é brasileiro
Deus criou este celeiro
E fez pro mundo o seo pulmão
Sargento Cyrino, a mão do divino
Escreveu o destino em suas mãos
Chuva de estrelas caindo
Dizendo em silêncio que a noite acabou


Eu vim pra ficar, aqui vou morar.
Meu infinito clareou
Clareia, astro rei, clareia.
Brilha, ilumina este chão.
Sou Vargas, sou paixão, a voz que incendeia.
E Iranduba é a minha inspiração.
Publicado por: Adeilson Passos.

quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

Samba-Enredo: G.R.E.S Mocidade Independente de Aparecida


G.R.E.S MOCIDADE INDEPENDENTE DE APARECIDA

Presidente: Maurício Andrade
Endereço: Rua Ramos Ferreira, s/n - Aparecida
Ensaio: Todos os dias.
Títulos: 1981, 1982, 1983, 1984, 1985, 1987, 1988, 1992, 1993, 1994, 1998, 2000, 2001, 2003, 2004, 2006

Samba - Enredo
Autores: Nei da Hora, Helinho do Parque, Walter Cruz, Ilko Inspiração e Gil Lessa


Quem sou eu?
Um mago cineasta na avenida!
No País das Amazonas.
Consagrando o artista
Quem sou eu?
Aparecida entrando em ação
Contando história de uma paixão!
Manaus você é a atração
A tela projetou o seu valor
E num repente
O cine vira a mania dessa gente


Desfile de modas
Espelhado em artistas
Lindas mulheres
Troca-troca de revistas.


Dona Yayá,
Contando histórias toda graciosa
Seu lanterninha, por favor.
Me leva onde está o meu amor!
Hoje tem Glauber Rocha,
Amazonas, Amazonzas.
Quero extravasar.


Oi, vem amor sonhar.
Sorrir, chorar!
A sétima arte
Está no ar.

Publicado por: Adeilson Passos.

terça-feira, 15 de janeiro de 2008

Samba-Enredo: G.R.E.S Vitória Régia





G.R.E.S VITÓRIA RÉGIA

Presidente: Darlan Ribeiro Braga.
Endereço: Rua Emílio Moreira, 1.216 - Praça 14 de Janeiro
Ensaio: Todos os dias.
Títulos: 1974, 1977, 1978, 1979, 1980, 1984, 1986, 1990, 2001, 2002, 2004

Samba - Enredo

Autores: Mestre caby, Marquinhos Costa, Auzier do Samba, Zé Arilson, Ronny, Ribamar e Márcio Ruy


A felicidade não tem preço
Vitória Régia vem mostrar.
"Paris dos trópicos", passado da história.
Que eu trago na memória
E hoje a minha escola vai cantar.
É símbolo de um ciclo de bonança,
Por isso vamos homenagear
O mercado Adolfo Lisboa,
Seu passado e a sua história
Fazem parte da cultura popular.

Um batuque envolvente ecoou
Alegria de um povo multiplicou,
O sino toca para alertar!
A hora da creolina vai chegar.


Nesse cenário emoldurado.
Nosso mercado tem história e tradição
Lembra o mercado "Lês Halles",
Ponto turístico da cidade de Manaus.
Poetas, feirantes e turistas.
Contemplam monumento divinal
Abençoado pelas águas do Rio negro
Integra a cultura regional,
E nessa linda noite de magia
No pulsar da bateria
Vitória Régia faz desfile triunfal.


É show, é euforia.
Hoje é festa nas 14 de janeiro
A minha nação é Verde e Rosa
Faz alegria desse povo o ano inteiro.

Publicado por: Adeilson Passos.

segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

Samba-Enredo: G.R.E.S A Grande Família


G.R.E.S A GRANDE FAMÍLIA

Presidente: Gilberto Andrade
Endereço: Rua Careiro, 149 - São José I
Ensaio: Todos os dias.
Títulos: 2001, 2005, 2006, 2007
Samba - Enredo

Autores: Alan Vasconcelos, Alexandre Eudogio, Eudogio Gonçalves, Gleison Garcia, Gueivy Garcia

Das mãos do Criador, brilhou a luz da vida.
Luz da razão, da divina inspiração!
O meu galo solta o cantar as margens do Rio Madeira
Clareia minha aldeia na fundação de Frei João
A vila pioneira, hoje segue a sua missão
Os jesuítas vieram catequizar
Índios arara, torá e Urupá
Religiosidade, a crença se espalhou
No ar dessa cidade a fé e o amor
Que Santo Antônio abençoou.


Na cabanagem eu mostrei: coragem
Na força dos milagres, venci
Sou forte e resistente não sou de desistir
Pode se espelhar em mim!


Eu quero ver o pôr-do-sol
Na orla Portuária, Santuário verdejante
Tu és bicentenária
Vou festejar, sorrir, chorar
Em junho na festa do Padroeiro
Da sua basílica e riquezas naturais
Não esquecerei jamais!
Meu santinho bom, olhai por nós.
Rogai por nós, Santo Antônio de fé


A bateria toca forte e arrepia
Faz romaria no meu São José
Quem é de fé? Quem é de fé?
Vem comigo dá as mãos
A Grande Família em oração
É Borba é religião
Publicado por: Adeilson Passos.

domingo, 13 de janeiro de 2008

Samba-Enredo: G.R.E.S Reino Unido da Liberdade



G.R.E.S REINO UNIDO DA LIBERDADE

Presidente: Jairo de Paula Beira-Mar
Enredo: Justa e Perfeita: A libertação da negra raça no Amazonas.
Endereço: Rua São Pedro, 195 - Morro da Liberdade
Ensaio: Todos os dias a partir das 20:00 horas.
Títulos: 1989, 1995, 1996, 1997, 1999
Samba - Enredo
Autores: Mingau, Pierre, Elvis de Paula e Daniel

Ô ô... a Reino Unido vem cantar
Ô ô... e linda história revelar
Água de cheiro perfumado essa massa
Tem reza forte, hoje tem festa da raça.

Clareia, Olorum clareia
Abre os caminhos
A minha escola vai passar
Tem jongo, tem capoeira.
Da África de Yorubá
"Justa e perfeita" é a saudação
Vou pedir licença aos orixás
E de encontro à nova pátria mãe gentil
Com o destino traçado o negro aqui chegou
No Amazonas, bem ao norte do Brasil.

Ago ye... Mãe África
Hoje vou tocar meu agogô
Ago ye... um grito forte no quilombo do tambor

É hora de liberdade, de igualdade e fraternidade
Nossos irmãos que alegria!
Quebraram as correntes graças a Maçonaria
Quatro anos antes deu-se a libertação
Pela vontade do povo
No dez de julho sagrado
O grão mestre consagrado com negro sorria!


Mãe Zulmira é samba, é luz e é felicidade.
Desce com o morro pra alegrar toda cidade.


Publicado por: Adeilson Passos.

sábado, 12 de janeiro de 2008

Samba-Enredo: G.R.E.S Unidos do Alvorada




G.R.E.S UNIDOS DO ALVORADA

Presidente: Paulo Roberto
Carnavalesco: Dhudson Carvalho
Endereço: Avenida B, 27 - Alvorada I
Ensaio: Todos os dias na Skina do Jacaré, a partir das 21h
Títulos: -
Brincantes: 4.000

Samba - Enredo
Autores: Ivo Patrô, Mestre China, Naldo do Cavaco, Teângela, Jura, Ivanete, Carol e Célia Skendel.

Aconteceu, o choque celestial.
Nossa Alvorada é um grito consciente
De alerta nesse carnaval
Nos continentes se espelharam fragmentos
De formas diferentes e natural
Ciência e consciência no planeta em profusão
Eis a batalha que gerou a maldição
Europa, o velho mundo constrói o seu destino.
Cruzando mares, eis a civilização.
Desordenadamente, o plantio é a questão.
Sem consciência o progresso é a ambição
A humanidade é quem sofre
Ficando em má situação.

Efeito estufa, aquecimento global.
A causa que nos revolta
Revolução industrial
Ainda tem jeito pra se livrar desse mal

A ambição do homem está matando
As terras que não param de chorar
A flora, fauna e rios se acabando.
Nosso planeta vamos preservar.
O verde precisa de você pra florescer
Através da evolução da ciência
A consciência se axpandiu
O progresso inteligente
Faz do Amazonas
O maior tesouro do Brasil

O combustível do futuro
Despertou as atenções
Hoje a nossa azul e branco.
Mandam um alerta as nações.


Publicado por: Adeilson Passos.

sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

Samba-Enredo: G.R.E.S Sem Compromisso









G.R.E.S. SEM COMPROMISSO
Presidente: Vital José de Souza Ramalhosa
Carnavalesco: Fabiano Fayal
Cores: Amarelo e Preto.
Endereço: Travessa Paranaguá, 226-A - Vila da Prata
Ensaio: Diariamente na rua Voluntários da Pátria, s/n - Vi
Títulos: 1984, 1986
Carros: 4

Samba - Enredo

Da terra ao oriente
Do sol nascente a imigração partiu
Trouxe a cultura exuberante pro Brasil
Belas gueixas vão sambar
Lindo teatro na avenida vai passar
Samurais da juta e do guaraná
A tradição hoje impera
Evolução é nova era
Horticultura pra alimentar
Bansai Nippon vou festejar.

Omedetó, arigatô
Eu Tókio to, buragiro campai.
De amarelo e preto com emoção
São os cem anos da colonização

No pólo industrial de Manaus
A riqueza se formou
Duas rodas consagrou.
Imagens e sons digitais
Hoje sou sem compromisso
Tenho tudo haver com isso
Eu só quero extravasar
Felicidade sayonará.
Sem Compromisso eu sou
De negro a ouro eu vou
Fazer sambar nossa cidade
Abram alas pro amor
Meu tucano chegou.
Brindando a liberdade
Publicado por: Adeilson Passos.

Samba-Enredo: G.R.E.S Balaku Blaku




G.R.E.S. BALAKU BLAKU


Presidente: Fernando Leite Teixeira
Carnavalesco: Saulo Borges
Cores: Vermelho e Branco.
Endereço: Rua Isabel, 351 - Centro
Ensaio: De terça-feira a sexta-feira e domingo.
Títulos: 2001
Alas: 20
Brincantes: 3.500
Carros: 4

Samba - Enredo

Sonhos, sonhos de criança embalar
A sina do menino a despertar
Um vento forte em seu rosto a soprar
Vento, ventania fazem o mundo girar
Um palco flutuante pelo ar
E grandes mestres lhe convidam a dançar

Verá no Teatro Amazonas
Balé de Gisele, lago do cisne a encantar
Risca no céu uma luz, essa estrela lhe conduz
Ouve uma voz fascinante a chmar
"mema" que lhe acorda para dançar

Do céu surgiram sapatilhas de balé
Com pés alados, hoje tem samba no pé
'Mema' cuida bem dessa criança
Pro mundo se encantar com sua dança
Contos de fada e a realeza a bailar
No imaginário de criança a brincar
Fluem fantasias pelo ar
Uni-duni-tê, o escolhido foi você
Erga as mãos aos céus
E receba um presente divinal
Faça do seu sonho realidade
Siga o exemplo deste filho de Manaus
Que quebrou barreiras e venceu fronteiras
É aplaudido e coroado embaixador
Em defesa da florestaEcoa um grito, vamos preservar...
Batam palmas que o show vai começar.

Vermelho é meu coração
Minha águia, minha vida.
Balaku-Blaku minha paixão
Filho da mata, filho do mundo.
Marcelo Mourão é nosso orgulho.

Publicado por: Adeilson Passos.

Obs.: Serão publicados cada escola de samba do Grupo Especial por vez, obedecendo a ordem de desfile estabelecida para o Carnaval 2008.

quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

Mãe Zulmira: A Rainha Negra do Morro da Liberdade.




Mãe Zulmira: Uma homenagem do tipo Justa e Perfeita.

O Terreiro de Santa Bárbara (batuque do Morro) tem como origem africana a Casa de Maria do Maranhão e se estabeleceu no morro da Liberdade (então chamado de colônia oliveira machado), por Joana Gama, que habitou uma imensa área desabitada e completamente nativa na margem oposta do Bairro da Bachoeirinha.
Sucedendo Joana Gama, veio a Iolorixá Quintina Nemésia de Jesus e na sequência sucessória o Babalorixá Odenato Amorim.

Mãe Zulmira nasceu no dia 03 de Setembro de 1923, em Manaus, no bairro de Cachoeirinha, às margens do igarapé e, ainda criança, mudou-se com a família para o local onde mais tarde veio a se chamar Morro da Liberdade e lá, tornou-se filha do Terreiro de Santa Bárbara tendo sido iniciada no culto aos ancestrais pelas mãos de Joana Gama.

Tornou-se a Iolorixá Mãe Zulmira do Tenreiro de Santa Bárbara em 1959, iniciando um belo reinado que durou até 13 de Maio de 2007, um domingo comemorado como o dia das mães e data da libertação dos escravos do Brasil.

Mãe Zulmira acompanhou todo o crescimento do Morro, da Zona Sul e da cidade de Manaus, assistindo o nascimento de movimentos sociais dos mais variados matizes, assim como a implantação do Pólo Industrial de Manaus nos anos setenta com a consequente morte do Igarapé do quarenta, fonte de tantas estórias bonitas e fabulosas.

E 1989, com Axé Mãe Preta, a Reino Unido prestou uma homenagem colossal a Mãe Zulmira. De tão magnífica, até os dias atuais o Samba em sua homenagem e a lembrança daquele desfile comove qualquer amante da cultura e do Samba...

Mãe Zulmira é para nós resumo da força espiritual, cultura, bondade, sabedoria, energia positiva, poesia, tema de alegria, lembrança feliz, beleza negra, irmã querida, mulher ecumênica, fonte de inspiração, senhora do Morro, Rainha da Liberdade, símbolo de fé, lição de vida, deusa dos meninos do morro.
Fonte: Reino Unido da Liberdade
- Livro da História, Fatos, Personalidades da escola.
- Edição: 2007/2008.

Publicado por: Adeilson Passos

terça-feira, 8 de janeiro de 2008

Sambódromo: O palco principal do Carnaval de Manaus.




















Breve Histórico do Centro de Convenções de Manaus - Sambódromo.

O Sambódromo de Manaus é o maior do gênero no Brasil. nem o Anhembí em São Paulo, nem a Sapucaí no Rio chegam próximos em números gerais. O Centro de Convenções de Manaus tem capacidade para mais de 100 mil pessoas.

Este Colosso de concreto foi pré-inaugurado por 3 vezes. Explica-se: em 1991 ele já estava pronto (a ferradura), porém não houve desfile das escolas nesse ano, apenas bandas de frevo fizeram a festa lá dentro. EM 1992 mais uma vez pré-inaugurado ainda somente com a ferradura. Em 1993 construíram-se mais dois lances de arquibancada e somente em 1994 que terminaram os outros 4 lances, totalizando 6.

Fonte: Salles Gatto.

Publicado por: Adeilson Passos.

domingo, 6 de janeiro de 2008

Grupo Especial: Unidos do Alvorada e Vitória Régia










G.R.E.S Unidos do Alvorada

Presidente: Paulo Roberto Amazonas
Vice-Presidente: Heroldo Linhares
Carnavalesco: Dhudson Carvalho
Endereço: Avenida B, 27 - Alvorada I
Ensaio: Todos os dias na Skina do Jacaré, a partir das 21h

História
O Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos do Alvorada, foi fundado em 15 de maio de 1995.A Comunidade do Alvorada na realidade tinha poucas pessoas que se preocupavam em levar à comunidade esporte e lazer. E dentro da própria comunidade em 1981, surgiu um movimento chamado União Força Jovem com os amigos: Jacaré, Roberval, Nozinho, Sidney, José Carlos e muitos outros que formaram o time de futebol chamado União Força Jovem. Em 1988 ocorreu a fusão de vários times e o movimento foi chamado de, Unidos do Alvorada.Unidos pela vontade de levar lazer à comunidade, surgiu em 1991 a Banda do Jacaré que a cada ana arrastava multidões pelas ruas do Bairro, e que hoje é um grande sucesso em Manaus.Foi então que, em 1995 pensando no lado social e cultural, surgiu a idéia de formar uma Escola de Samba. Na verdade, a idéia surgiu entre amigos que se reuniam no Lanche do Jacaré realizando roda de samba nos finais de semana.Embalados pela comunidade e com o apio de pessoas como Bosco Saraiva, os amigos como: Jacaré, Heroldo Linhares, David, Paulão, Armando Machado, Paulo Roberto, Martinho, Teângela, Dora Passos, Roquilane, e muitos outros. Esses amigos se uniram de coragem e muita força de vontade e fundaram o G.R.E.S. Unidos do Alvorada.


G.R.E.S Vitória Régia

Presidente: Darlan Ribeiro Braga
Enredo: MERCADO ADOLPHO LISBOA: A TUA HISTÓRIA GLORIOSA, CANTAMOS EM VERDE E ROSA.”
Endereço: Rua Emílio Moreira, 1.216 - Praça 14 de Janeiro
Títulos: 1974, 1977, 1978, 1979, 1980, 1984, 1985, 1990, 2001, 2002, 2004

História

Nascida em um dos bairros mais tradicionais de manaus, e, seguindo os caminhos percorridos pela inesqueçivel Escola Mista de samba da Praça 14 de Janeiro, onde brilhavam os nomes Benedito Birucutu, Fuluca, Sebastião Mafra, Lindalva Santos Zé Ruidade, Fernando, Eunice Medeiros e outros Bambas.O Grêmio Recreativo Escola de Samba Vitória Régia, teve como seus fundadores pessoas que participaram da antiga Escola, e filhos daqueles que começaram o samba em Manaus.Em 01 de Dezembro de 1975, nascia a maior tradição do carnaval amazonense. Já lá se vão 25 anos de muita luta em prol do engrandecimento do carnaval de Manaus. Ao completar bodas de prata da nossa fundação, queremos dividir nossa alegria com aqueles que ajudaram a escrever a nossa história, e que por vontade Divina partiram para a Eternidade, nos deixando o imenso vazio da saudade, São eles: Tia Lindoca, Nedson de Medeiros, Roberto Cambota, Fernando de Medeiros, Samba Rica, Clovis Rodrigues, Domingos Leite, etc, etc.Assinaram a ata de fundação a Sr. Raimunda Dolores Gonçalves ( Tia Lindoca), Srs. Nedson Medeiros ( Nenen), Roberto Cambota ( falecido) e Darcy Sergio de Souza ( Barriga).O Primeiro presidente da escola foi o Sr. Nuno Cunha, que comprou os primeiros instrumentos da Agremiação.De origem humilde e parte integrante de uma comunidade negra que preserva suas tradições, o G.R.E.S. Vitória Régia permanece vivo, desenvolvendo trabalho cultural em prol de sua comunidade.

Publicado por: Adeilson Passos.

Grupo Especial: Reino Unido e Sem Compromisso




G.R.E.S Reino Unido da Liberdade

Presidente: Jairo de Paula Beira-Mar
Carnavalesco: Shangai e Helerson Maia
Endereço: Rua São Pedro, 195 - Morro da Liberdade
Títulos: 1989, 1995, 1996, 1997, 1999

História
A Reino Unido da Liberdade surgiu em 5 de setembro de 1981, em uma reunião de amigos no bairro Morro da Liberdade. O objetivo inicial era o e amenizar a violência naquela região. A escola surgiu na casa de um dos fundadores, Pirulito, na rua Santa Rosa, e participaram da reunião, entre outros, Bosco Sairava, Jairo Beira-Mar, Francisco Maciel, Vicente Neto e Mestre Kalama. Inicialmente eles formaram um bloco, que em 1986 se trasformou em escola do Segundo Grupo. Tornando-se escola do Grupo Especial em 1987.

G.R.E.S Sem Compromisso
Presidente: Vital José de Souza Ramalhosa
Enredo: "O Centenario da Imigração: Uma Epopéia Japonesa nas Terras do Brasil"
Endereço: Travessa Paranaguá, 226-A - Vila da PrataEnsaio:
Títulos: 1984, 1986

História
A Escola de Samba Sem Compromisso começou como Bloco criado por um grupo de amigos da rua Comendador Clementino no ano de 1976. Este grupo de amigos ritmistas fundaram o Bloco UNIDOS DA COMENDADOR que tinha como objetivo a diversão e entretenimento do grupo, o qual desfilou com 70 figurantes na antiga área de desfile na Av. Eduardo Ribeiro.Em 1979, mais precisamente no dia 24 de dezembro, o referido grupo de amigos, foi convidado a participar do aniversário do Sr. Assis Mourão, onde na ocasião surgiu a idéia de se criar um bloco mais estruturado para concorrer nos futuros desfiles. Na ocasião o proprietário da casa e aniversariante apresentou a todos um rapaz chamado pelo de Clóvis Rodrigues, o qual era carioca e conhecia tudo sobre carnaval, mais precisamente como formar uma bateria de bloco.Após a decisão tomada por todos de criarmos tal bloco o Sr. Assis Mourão sugeriu aos presentes o nome do Bloco SEM COMPROMISSO, nome este aceito por todos os presentes, surgindo naquele momento um novo bloco para abrilhantar os futuros carnavais de Manaus.
Publicado por: Adeilson Passos.

sábado, 5 de janeiro de 2008

Grupo Especial: Aparecida e Pres. Vargas





G.R.E.S Mocidade Independente de Aparecida

Endereço: Rua Ramos Ferreira, s/n - AparecidaEnsaio:
Títulos: 1981, 1982, 1983, 1984, 1985, 1987, 1988, 1992, 1993, 1994, 1998, 2000, 2001, 2003, 2004, 2006
História

Era 1980, em Manaus, no bairro de Educandos, havia uma Escola de Samba chamada "Em Cima da Hora". O nome da ala era "Alô! Alô! Aparecida!". E era lá q desfilava Zezinho Pacheco, um jovem excepcional, que se tornou responsável pelo amor verde - branco que ocupa, hoje, os milhares de corações amazonense, a Mocidade Independente de Aparecida.No dia do desfile de carnaval de 1980, o jovem Zezinho foi impedido, pelos dirigentes da escola de desfilar. Naquele tempo cada brincante confeccionava sua fantasia seguindo o figurino da escola, a fantasia do Zezinho era a mesma do ano anterior. Por não levarem em conta a excepcionalidade de Zezinho, que foi argumentada, os brincates da ala resolveram não mais desfilar na Em Cima da Hora.No dia 15 de Março de 1980, sob o signo da raça e da vitória, surgiu o Gremio Recreativo Escola de Samba Mocidade Independente de Aparecida. Foi lá, no bairro de Aparecida, de ruas estreitas, na Carolina das Neves, especificamente, que o samba foi morar. O Boteco do Armindo, se fez, berço, e lá, os senhores Arthurzinho, César Gato, César Bandeira, Chico da Mocidade, Delgado, Eudimar Bandeira o "Nem", Mestre Jô, João André, Jorginho Devagar, o próprio Armindo, foram tantas as mãos, embalavam a criança. No "batizado", estavam presentes autoridades do mundo do samba, como o Sr. Batista, presidente da escola de samba Em Cima da Hora, que acabou por ser madrinha da Aparecida, e o Sr. Nelson de Medeiros, na época, Presidente da Escola de Samba Vitória Régia. César Bandeira foi o primeiro presidente, referendado, em plebiscito, pelos moradores do bairro. A madrinha da Escola é D. Lígia Pacheco, a mãe do jovem Zezinho'.Em seus vinte anos incompleto, a Mocidade Independente de Aparecida disputou dezesseis títulos, sagrando-se onze vezes campeã. O primeiro desfile, com o enredo "Santos Dumont, o Pai da Aviação", foi título na certa. Vale ressaltar que foi a primeira campeão do sambódromo, em 1994, a única Pentacampeã e teve a ousadia de desfilar em 1989, como "hours-concours".

G.R.E.S. Presidente Vargas

Ensaio: Sexta e Domingo às 20h. Rua Santa Quitéria

História
A G.R.E.S. Mocidade Independente de Presidente Vargas, iniciou como Bloco de Enredo em 1986 no bairro da Matinha, depois denominado, Bairro de Presidente Vargas, próximo à importante Avenida Constantino Nery, no início do Centro de Manaus.
A Escola sempre apresentou ótimo desfiles e tinha seu lugar de destaque dentre as demais escolas de Grupos. Seu presidente atual é João Almeida, o símbolo da escola é uma Águia.


Publicado por: Adeilson Passos.












sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

Grupo Especial: A Grande Família e Balaku Blaku












G.R.E.S. A Grande Família

Presidente: Luíz Gilberto Andrade
Enredo: Borba - 250 Anos de Amor e Muita Fé
Endereço: Rua Careiro, 149 - São José IEnsaio: Títulos: 2001, 2005, 2007



História


Um sabádo do mês de janeiro de 1986, o Senhor Jorge Walter, mais conhecido como "Jorginho", foi até a praça 14 consertar seu carro, enquanto o mecânico fazia o reparo no carro, Jorginho foi até um bar chamado Jaqueirão. Ali ele conheceu dois jovens Féfeu, já falecido, e Bida. Com a chegada de outros jovens, logo se formou uma roda de samba entre todos que ali estavam e o samba rolou até o fim da tarde.O encontro se repetiu por vários sábados seguidos, até ser formado o grupo de pagode chamado: "Pagode Samba Show". Entrando na época do carnaval, os integrantes do grupo foram convidados para animar o extinto "Bloco da Onça".A brincadeira foi tão boa que no dia 19/03/1989, resolveram fundar no bairro do São José I, o Bloco "A Grande Família", com sede na casa do Sr. Acrisio (morador antigo do bairro). Sob o comando de Jorginho, participaram da fundação os amigos: João Hildo, Reginaldo, Paraguai, Louro, Patinha, Careca, Julinho, Gilberto, Cabeludo, D. Elcy, D. Ermozinda, Porquinha, D. Nega e outros.Desde então, começou a evolução do Bloco A GRANDE FAMÍLIA, que registrou ao longo de sua história várias vitórias até 1994, sendo em seguida, convidada a participar do desfile do grupo especial, permanecendo nele até hoje.


G.R.E.S. Balaku Blaku

Presidente: Fernando Leite Teixeira
Endereço: Rua Isabel, 351 - CentroEnsaio: Títulos: 2001
Enredo: Marcelo Mourão- Filho da mata. Filho do mundo


História


G.R.E.S.BALAKU BLAKU, originou-se do fenômeno acústico das latas dos jovens batuqueiros que na época já mostravam suas qualidades, fundada em 22.10.1997, sem fins lucrativos, tendo suas cores, “VERMELHO, BRANCO E PRETO”, já no carnaval de 1978 à 1981, consagrou-se Campeã, com a empolgação deste título, cresceu e organizou-se, filiando-se a Federação dos Grupos Carnavalescos, passando a categoria de Bloco, vindo a vencer nos anos 1983. 1984 e 19986, que por força do regulamento e merecimento, fomos promovido a “Escola de Samba do 2º Grupo, no, vindo a conquistar os Títulos nos anos de 1987, 1989, 1990, passando a “Escola de Samba do 1º Grupo, no ano de 1991, não houve carnaval em nossa cidade, por falta de recursos do Governo do Doutor Vivaldo Frota, em 1992, após reformulação do Carnaval Amazonse e a criação da “AGEESMA” fomos convidados a participar, desfilando como estreante, sem recursos financeiros na inauguração do Centro de Convenções “SAMBÓDROMO”, e apresentando um grande Carnaval, a partir deste Carnaval passamos a pertencer em Definitivo ao Grupo Especial, tendo alcançado dois vices Campeonatos. Vale ressaltar que a total mudança da Escola desde o ano de 1989, deve-se ao atual Presidente Senhor Fernando Leite Teixeira e a sua Diretoria, que conseguiram o terreno e a construção da quadra da Escola, um ponto alto desta administração foi a criação da “FUNDAÇÃO BALAKU BLAKU”, que vem fazendo grandes obras filantrópicas, por tudo isto hoje a Escola é respeitada por todos os seguimentos de nossa sociedade, além disso hoje a Escola Campeã do Carnaval /2001, orgulha-se de sua Bateria, um conjunto pulsatório de instrumento de percussão porque antes de vê, ouve-se a Escola com batida forte do surdo, com seus ritimistas fantasiados de acordo com o enrredo, são de nossa comunidade e adjacentes, músicos da vida, que merecem nota máxima por amor e tradição.


Publicado por: Adeilson Passos


Observação: serão publicadas todas as escolas de Samba que compõem o Grupo Especial, porém em cada postageem será somente publicada duas escolas por vez, seguindo a ordem Alfabética dentre as oito escolas do referido grupo.

quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

Ednelza Sahdo: A porta-Bandeira que tem história.




Fig.1: Ednelza Sahdo em 2007 antes de passar a bandeira a Naruza.
Fig.2: Naruna evoluindo na avenida.
São mais de 20 anos defendendo a Bandeira de seu pavilhão. Ednelza Sahdo é símbolo de raça, amor e dedicação eterna ao Carnaval de Manaus.

Não deixaríamos jamais de fazer esta justa homenagem a esta Porta - Bandeira a que tanto devemos e aprendemos com seu dom, bailado, características, etc. Enfim, são inúmeras as qualidades a que podemos atribuir a Ednelza.

Defendendo por mais de 20 anos as cores Verde e Branco da Mocidade Independente de Aparecida, a escola que possui o maior número de títulos do Carnaval de Manaus, Ednelza Sahdo sempre brilhou na avenida com seu estilo próprio de bailar e encantar a todos.

Até o ano de 2006, desfilou na escola carregando por mais uma vez o titulo do Carnaval de Manaus pela Aparecida, mas foi no ano seguinte, em 2007 que a Porta-Bandeira modelo passou o pavilhão a sua neta Naruna, fazendo proseguir a história da Família Sahdo na Aparecida.

Em 2008, a Aparecida promete mudanças e com isso a Família Sahdo não defenderá mais o pavilhão da escola, porém com certeza, Ednelza Sahdo contribuiu e muito para a Aparecida e o Carnaval de Manaus, ficando para sempre o seu grande amor eterno ao Carnaval Amazonense.

Publicado por: Adeilson Passos.

quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

Chegada da Kamélia em Manaus


“A Kamélia começou a virar página da história do Carnaval amazonense em dezembro de 1938, quando a boneca negra de apenas 75 cm de altura, comprada por quatro mil réis nas Lojas 4.400 e trajada à moda baiana, arrastava multidões pelas principais ruas da cidade, pendurada no galho de ingazeira.O flautista Benedito Lacerda foi o seu grande inspirador com a música “Jardineira”, embora a idéia para a criação da Kamélia tenha sido do ex-diretor do Olimpico, Cândido Jeremias Cumaru (popular Kandu). Ela sempre foi um símbolo popular. Participou de ceias e blocos no tradicional bar Avenida até a metade de 1940. Há muitos anos a Kamélia vem comandando o Carnaval de Manaus. Desde a Administração Municipal do Prefeito Walter Rayol, a morena irresistível vem recebendo a chave da cidade. Sendo que, em 1958, quando o prefeito era o Senador Gilberto Mestrinho, a bela mulata passou a receber homenagem na chegada, no antigo aeroporto de Ponta Pelada, recebendo a chave da cidade das mãos do chefe do executivo menicipal, antecedendo a maior festa carnavalesca que o Olimpico promovia – o baile Chegada da Kamélia.Com o passar dos anos, as bandas começaram a dominar os eventos carnavalescos. Em 1993, a Diretoria do Olímpico criou a Banda da Kamélia, que vem sendo realizada desde então.No ano de 2003, a Diretoria cria o programa “Kamélia na Folia”, para mostrar os bastidores do samba, fazendo entrevistas com autoridades e, é claro, apresentando as escolas de samba do grupo especial, realizado no Parque Aquático do Olímpico e transmitido pela TV Rio Negro.No mesmo ano, no dia 7 de dezembro, foi criada a Escola de Samba Império da Kamélia. Em 2006, fez seu primeiro desfile no sambódromo, com o enredo “Kamélia – assim nasceu a minha escola”.No carnaval de 2007, a Império da Kamélia vem homenageando um tradicional bairro da cidade, marcado por vários conflitos entre os invasores, os proprietários e o Governo do Estado, assim definido: “COMPENSA 40 anos – a Gigante da Zona Oeste”.Fonte: Olímpico Club.

Publicado por: Adeilson Passos.